CONQUISTA: Estrella afirma que Tribuna da Câmara não pode ser usada para denegrir a imagem do edis

Chico frisou que a Câmara é representante do povo e, juntamente com todos os poderes constituídos, deve ser respeitada

Foto: Divulgação/PMVC


Na sessão da Câmara Municipal desta sexta-feira, 15, o vereador Chico Estrella (PTC), Líder do Governo, afirmou que o político é “a fiel representação do povo que o elege”. Ele ainda citou passagem bíblica do livro de Romanos que diz: “Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas”.

Chico frisou que a Câmara é representante do povo e, juntamente com todos os poderes constituídos, deve ser respeitada. Ele afirmou que a Tribuna Livre é um legítimo espaço de fala para solicitações e reclamações, mas não pode ser usada “para denegrir a imagem do edis eleitos democraticamente por pura frustração, simplesmente porque não teve competência para ser eleito”

VEJA TAMBÉM:CONQUISTA: Nildo Freitas pede que pais tenham cuidado com produtos midiáticos que filhos acessam

O Líder do Governo pediu desculpas pelo discurso inflamado na última sessão, mas pediu que a Casa “tome mais cuidado” na aprovação de solicitações de uso da Tribuna Livre. Ele defendeu que sejam aprovadas pessoas com “moral e competência” para tanto. 

Chico ainda respondeu a crítica sobre a troca de veículo usado pela prefeita Sheila Lemos (DEM). Segundo o vereador duas Hilux foram substituídas por um veículo, diminuindo os custos. “Ela tem, pelo trabalho que vem fazendo, necessariamente, o direito de andar bem, pois o carro que ela usa no seu particular é muito superior à Hilux da prefeitura”, afirmou. 

Estrella respondeu também às críticas do colega Alexandre Xandó (PT) à taxa do lixo, projeto enviado à Câmara pela prefeitura. Ele afirmou que a taxa de lixo foi criada pelo PT e regulamentada pelo presidente Jair Bolsonaro. Além disso, ele frisou que o PT votou contra o projeto federal que altera a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis, com o objetivo de baixar os preços. 

O parlamentar ainda parabenizou os professores pelo seu dia. 

Comentários