REDAÇÃO MEGA: A situação está dentro do controle, diz Kairan Rocha sobre índice de casos de covid-19 no município

Kairan destacou sobre o fator que motivou o aumento do número de casos no município durante as últimas semanas

Em entrevista ao programa Redação Mega, apresentado por Paulo Martins, Joabson Silva e Daniel Morais, o secretário Municipal de Administração e membro do Comitê de Gestão de Crise, Kairan Rocha,  fez um balanço sobre os dados da Covid-19 em Vitória da Conquista.

Kairan destacou sobre o fator que motivou o aumento do número de casos no município durante as últimas semanas.

"Dentro do nosso município, pelo o que nós monitoramos, a gente entendeu que agosto foi o pico da doença no nosso município e isso nós conseguimos comprovar com nossos números, mas quando vimos um comportamento que aconteceu no Brasil como um todo, que foi o fenômeno do nosso feriado de 7 de setembro, onde muitas pessoas viajaram, onde as pessoas flexibilizaram um pouco mais nesse isolamento a gente internamente entendeu que isso poderia trazer um momento ou um possível descontrole dos números da doença em nosso município, como em outros locais do país. Então, a gente vem monitorando isso, realmente pelo ciclo da doença nesses 15 dias a gente percebeu, principalmente na semana passada, e era algo que a gente já esperava. (...) Na semana passada, os números cresceram de forma significativa, mas não preocupante", disse ele.

O secretário chamou atenção para a regressão gradativa desses números o que de acordo com ele possibilita uma "situação dentro do controle".

"A gente vinha com um ritmo de transmissão até a segunda semana de setembro (...) que estava com 0.78 na semana passada, que seria quando a gente sentiria os reflexos do 7 de setembro esse ritmo de transmissão foi para 1.10, então nós temos um aumento de quase 100%. (...) se esse ritmo de transmissão continuasse subindo por duas, três semanas seguidas, isso traria um cenário de possível descontrole no nosso município. Já no balanço que fizemos nessas últimas semanas, o ritmo de transmissão regrediu um pouco (...) de 1.10 desceu para 1", esclarece.

Comentários