Estudante sofre abuso após marcar encontro com mulher que conheceu em aplicativo

Caso está sendo investigado pela polícia; jovem fez todos os exames

Uma estudante de 21 anos marcou encontro com uma mulher pelo Tinder, em Santos (SP), e acabou sendo estuprada por um homem que estava com a suspeita.

O caso aconteceu no dia 26 em Santos (SP) e foi registrado na Delegacia de Defesa da Mulher, que conduz as investigações.

Segundo o advogado da vítima, Adriano Neves Lopes, as duas se conheceram pelo aplicativo em agosto e decidiram marcar um encontro na casa da suspeita, que alegava estar sozinha.

“A mãe da estudante a levou até o endereço informado e aguardou a suspeita descer, informando que voltaria para buscá-la. No imóvel, as duas começaram a beber e, em dado momento, a suspeita disse que seu namorado estava no quarto e gostaria de ver uma relação sexual entre as duas”, disse o advogado.

Após a vítima negar, o homem teria a agarrado à força e iniciado o estupro, com a ajuda da outra suspeita. Toda a ação levou cerca de duas horas.

“Toda a família está muito abalada com o que aconteceu e quer que a justiça seja feita. Após a denúncia, outra mulher se apresentou na delegacia alegando que também foi enganada pelo casal, mas felizmente não chegou a sofrer abuso. Isso é o que chamamos de modus operandi e esperamos que ambos sejam presos”, conta o advogado.

A polícia informou que as investigações estão avançadas, mas pontuou que o caso corre em segredo de Justiça.

Em nota, o Tinder afirma que baniu o perfil da suspeita da plataforma e que irá cooperar com a investigação: “Nossos pensamentos estão com a vítima, sua família e amigos. Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para cooperar com o cumprimento da lei. A segurança dos nossos membros é nossa prioridade e levamos este assunto muito a sério. Aconselhamos nossa comunidade, formada por milhões de membros, a ficarem sempre atentos, relatarem qualquer atividade suspeita e a lerem nossas dicas de segurança disponíveis online e através do aplicativo: gotinder.com/safety.”

Varela Notícias

Comentários