PCC ataca banco e cerca batalhão após apreensões de drogas; [VEJA VÍDEO]

Polícia Civil diz que a ação criminosa tem ligação direta com as toneladas de drogas apreendidas nas últimas semanas

Uma ação com integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) cercou um batalhão da PM (Polícia Militar) e atacou uma agência do Banco do Brasil na madrugada de hoje, em Botucatu, cidade a cerca de 240 quilômetros da capital paulista. Houve intenso tiroteio. 

Segundo a Polícia Civil, os ataques têm ligação direta com as toneladas de drogas apreendidas pela PM nas últimas semanas. Ainda de acordo com a polícia, a facção criminosa está tentando repor o dinheiro perdido com as drogas em ataques a caixas eletrônicos.

A polícia diz, ainda, que é possível que seja uma ação orquestrada por uma quadrilha especializada de roubo a banco que receba auxílio da facção. Investigações em andamento devem apontar a motivação do crime e seus responsáveis. 

Segundo o promotor Lincoln Gakiya, é possível que tenha envolvimento de integrantes do PCC na ação, mas ainda é cedo para dizer se foi um crime orquestrado e financiado pela facção.

O secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, afirmou à imprensa que "nós nunca apreendemos tanta droga como de janeiro a junho deste ano de 2020. Ou seja, estamos dando uma pancada dura no crime. Nosso papel é enfraquecê-los ou enfrentá-los. Isso vai continuar cada vez mais".

 

Bol

Comentários