ACM Neto diz que prefeitura cogita transferir carnaval de 2021 para julho

Decisão deve ser anunciada em conjunto com São Paulo e Rio antes da data-limite, que é em novembro

Após dizer que apenas com a vacina seria possível pensar no planejamentos das festas e eventos em Salvador, o prefeito ACM Neto falou em entrevista à Globonews, no domingo (19), que existe a possibilidade do carnaval 2021 ser em julho.

"O que a gente propõe é que se não houver segurança para manter a festa no começo de fevereiro, que é o mais provável, temos que ser realistas. Que a gente formalize um calendário para o próximo ano, talvez no começo de julho, poderia ser um hipótese. Inclusive, aqui em Salvador, caso isso tenha que acontecer, a gente pode antecipar feriado para garantir cinco dias de festa, já em um ambiente de segurança", afirmou o prefeito.

ACM Neto também já tinha informado que a data limite para tomar uma decisão sobre o carnaval seria novembro e, na entrevista de domingo, ele acrescentou que pretende tomar uma decisão conjunta com outras capitais do país, para que o carnaval ocorra na mesma data em diversas cidades.

"Nosso limite para tomar uma decisão é o mês de novembro, no entanto eu já comecei conversas com outros prefeitos. Inclusive o prefeito Bruno Covas, de São Paulo, me ligou no começo da semana passada, depois que eu propus a hipótese do adiamento do carnaval, achando boa ideia. Eu penso que as principais cidades do Brasil podem se juntar: São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro, Recife e outras capitais que têm tradição no carnaval, para tomar uma decisão conjunta. Aqui, no caso de Salvador, o limite é novembro. São Paulo e Rio, por exemplo, como também têm o desfile das escolas de samba, me parece que a decisão tem que ser tomada antes. Me disse o prefeito de São Paulo que o limite dele seria no final de agosto", explicou.

Outras festividades

ACM Neto também falou sobre a suspensão de outros eventos na capital baiana que, segundo ele, já chegam a quase 100. Ele informou ainda que as tradicionais lavagens de Salvador, que levam milhares de pessoas às ruas durante o verão, devem ser canceladas.

"Eu anunciei, na semana passado, a suspensão do Festival da Primavera, que era outro evento importante e muito provavelmente, também, teremos que suspender a virada do ano, o Festival da Virada, que acontecem por cinco dias, aqui em Salvador. As lavagens, muito tradicionais, em janeiro e fevereiro, a tendência é que elas não aconteçam assim como réveillon e carnaval", destacou, ACM Neto.

"Somente com a vacina e com a garantia da segurança da imunidade é que a gente poderá voltar a discutir os eventos. Infelizmente, eu acho que o calendário de eventos de todo o verão, daqui de Salvador, incluindo os eventos religiosos, vai estar comprometido para essa virada de 2020 para 2021" disse.

G1

Comentários