Netflix está próxima de superar número de assinantes da TV paga

Número de clientes do serviço de streaming é bem próximo da soma de Claro/NET, Sky, Oi e Vivo

O declínio da base de TV por assinatura no Brasil é notável: em dezembro de 2019, dados da Anatel registraram 15,9 milhões de assinantes da TV paga, enquanto a Netflix estaria quase alcançando a marca dos 15 milhões no país. Ou seja, o serviço de streaming deve ultrapassar em breve a Claro/NET, Sky, Oi e Vivo somadas.

 

O número foi obtido pelo site NaTelinha através de um funcionário da Netflix que pediu sigilo: a empresa estima que ultrapassará a barreira dos 15 milhões de contas ainda no primeiro trimestre de 2020; e que, até 2021, será maior que todas as operadoras de TV fechada no Brasil.

Além disso, um estudo interno da Netflix indica que o conteúdo do streaming impacta diretamente 50 milhões de brasileiros — afinal, várias pessoas dividem a mesma assinatura. A plataforma não revela o número de clientes no Brasil, mas garante que ultrapassou 10 milhões de contas.

Ou seja, ela já possui uma base maior do que qualquer operadora de TV paga no Brasil: a Claro/NET, líder do segmento, tinha 7,8 milhões de assinantes em dezembro de 2019.

Preço acessível do streaming faz clientes deixarem TV paga

A migração da TV paga para os serviços de streaming é óbvia: enquanto as operadoras costumam cobrar centenas de reais por planos com canais lineares, as plataformas na internet começam em R$ 9,90 mensais (caso do Amazon Prime) por um acervo de filmes, séries e documentários. No entanto, o streaming ainda está longe de chegar perto da TV aberta: a novela das 21h da Globo costuma ter audiência de 40 milhões de pessoas todas as noites.

No Brasil, a Claro/NET é líder do mercado de TV paga, com 49,2% de participação de mercado, seguida por Sky (29,7%), Oi (9,6%) e Vivo (8,4%). A presença de banda larga fixa é maior: são mais de 32,6 milhões de acessos, de acordo com a Anatel.

Tecnoblog 

Comentários