Exército israelense volta atrás e nega que tenha invadido Gaza

Segundo porta-voz da instituição, informação de uma ofensiva por terra foi confirmada por



O exército israelense afirmou nesta quinta-feira (13, madrugada de sexta no horário local) que seus soldados não entraram na Faixa de Gaza, ao contrário do que havia anunciado anteriormente, e atribuiu a informação a um problema de "comunicação interna".

Pouco depois da meia-noite (18h em Brasília), o exército enviou uma mensagem à imprensa para anunciar que soldados israelenses estavam dentro da Faixa de Gaza.

No entanto, duas horas mais tarde, foi publicado um "esclarecimento" para afirmar que "não há soldados" em Gaza.

O que ocorreu,foi uma operação terrestre na fronteira, sem invasão, auxiliada por novos ataques aéreos.

Comentários