Robert De Niro manda Trump ir se f* durante premiação em Nova York
Robert De Niro segue sendo um touro indomável. Durante premiação do teatro americano, o ator mandou o f*da-se para o presidente americano Donald Trump
Política - 11/06/2018
+notícias

O veterano ator Robert De Niro roubou a cena durante o Tony Awards, premiação do teatro americano, que aconteceu na noite de domingo (10/6) em Nova York. Ao subir no palco para anunciar um prêmio especial para Bruce Springsteen, ele quebrou o protocolo, saiu do script e atacou com um palavrão o presidente dos Estados Unidos Donald Trump. “Eu vou dizer uma coisa: F*da-se o Trump!”, ele tascou, cerrando os punhos, e foi ovacionado por boa parte da plateia, que chegou a se levantar para aplaudir o ator.

De Niro ainda acrescentou: “Não é mais ‘abaixo Trump’. É f*da-se Trump”.

Apesar do evento ter sido transmitido na TV americana, pela rede CBS, o áudio do ator foi cortado e os espectadores não ouviram os palavrões ao vivo – na verdade, com 10 segundos de atraso em relação ao tempo real do evento, justamente para prevenir este tipo de manifestaão.

Em comunicado, a CBS confirmou o corte: “Os comentários do Sr. De Niro foram inesperados e estavam fora do roteiro. A linguagem ofensiva foi cortada da transmissão”, afirmou a rede em nota.

Já nas transmissões de TV para outros países, como Inglaterra e Austrália, o áudio foi ao ar sem cortes.

Esta não é a primeira vez que De Niro manifesta seu ódio contra Trump. Em um vídeo de 2016, ele disse que gostaria de dar um soco na cara do hoje presidente dos EUA.

Trump, que costuma responder no Twitter às provocações contra seu nome, não se manifestou até o momento, porque está concentrado em seu encontro com o governante norte-coreano, Kim Jong-un, nesta segunda-feira (11/6).

O grande vencedor da noite no Tony Awards foi o musical “A Band’s Visit”, que levou 10 das 11 estatuetas que disputou.

Fonte: Pipoca Moderna

  • Facebook
  • Twitter