ENTREVISTA: ‘DIGA NÃO A HOMOFOBIA!’ pede o Coord. de Direitos LGBT
O programa Redação Mega entrevistou o Coordenador de Políticas de Promoção da Cidadania e Direitos de LGBT, José Mário Barbosa. Conversamos sobre como a o município vem combatendo a homofobia e as ações para este ano
Notícias - 17/05/2017
+notícias
WhatsApp Image 2017-05-17 at 13.43.02

Coordenador de Políticas de Promoção da Cidadania e Direitos de LGBT, José Mário Barbosa

Pelo respeito à diversidade e conscientização da causa é que dia 17 de maio marca o Dia Internacional Contra a Homofobia.

A data passou a existir em homenagem à retirada do termo “homossexualismo” da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID) da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 17 de maio de 1990, e visa conscientizar a população sobre a luta dos homossexuais, transexuais e transgêneros. Infelizmente, em pleno século XXI ainda há quem ignore, discrimine e até agrida fisicamente representantes dessa classe, baseado em algo irracional e sem sentido: o ódio à diferença.

O Coordenador José Mario destacou que foi criado um plano de ações juntamente com os segmentos sociais para este ano definido em cinco eixos(educação,saúde,assistência social, cultura e segurança) tendo com lema o empoderamento e respeito.

José Mário também criticou o conservadorismo na política, afirmando que diversas leis não foram aprovadas no combate a homofobia “a gente quer entender o que leva um cidadão que é eleito pelo povo, para fazer políticas para o povo, negue esse direito ao povo” e continuou seu relato mostrando sua insatisfação com a falta de representação na câmara de vereadores “nós temos em Vitória da Conquista 21 vereadores e não temos uma representação LGBT, claro nós sabemos que temos uma câmara em que as mulheres são minoria, mas a gente precisa ter um representante LGBT (…) a gente não pode ficar atrás da máquina a gente tem que digitar o próprio texto” finaliza.

Dia 26 acontecerá o cine debate sobre cidadania LGBT na Estação da Juventude a partir das 19h.

Em 2016, por exemplo, o Grupo Gay da Bahia, por meio de um levantamento divulgado no blog Homofobia Mata, mostrou que mais de 343 mortes no Brasil foram causadas por crimes de homofobia. Todos os dias as pessoas acompanham casos e mais casos das mais diversas formas de discriminação à população LGBT.

  • Facebook
  • Twitter