Após suposta briga entre integrantes, O Rappa chega oficialmente ao fim com show para 13 mil pessoas
O show intitulado como o "último show" marcava o fim do grupo musical O Rappa após 25 anos de carreira
Música - 16/04/2018
+notícias

Na estrada desde 1993, O Rappa anuncia oficialmente seu fim (Foto: Divulgação)

Foram cerca de três horas e meia de muita música na Jeunesse Arena neste domingo (15), no Rio de Janeiro. O show intitulado como o “último show” marcava o fim do grupo musical O Rappa após 25 anos de carreira.

No palco era visível a falta de interação entre os integrantes da banda, fato que foi totalmente oposto para com o público. Durante o show, o vocalista Falcão não se relacionou com os demais e proferiu diversos recados nas entrelinhas ao microfone.

Há mais de um ano, o grupo passa por isso, já que o vocalista Falcão não se relaciona mais com os seus companheiros: o guitarrista Xandão, o tecladista Lobato e o baixista Lauro.

A banda subiu ao palco com atraso, o que tem sido comum nos seus show, e se apresentaram para um público de 13 mil pessoas em média. A arena lotada atendeu a expectativa da crítica e dos músicos e deu um “gás” a mais durante toda apresentação.

O Rappa cantou 32 músicas de seu repertório ao longo desses anos de carreira e às 5h, o “último show” encerrava com um clima pesado e com a grande certeza que o grupo não iria retornar aos holofotes.

Briga entre integrantes

O real motivo não foi divulgado pelo fim da banda, mas é percebido o racha entre os integrantes há cerca de um ano. Neste domingo (15), o grupo musical emitiu um comunicado em sua página oficial, assinado por Lauro, Lobato e Xandão, destacando que “não existe nenhuma possibilidade de retorno da banda aos palcos” e criticando supostamente as ofensas que o vocalista Falcão realizou durante algumas apresentações.

Confira abaixo o comunicado na íntegra:

  • Facebook
  • Twitter