Para garantir condições básicas, salário mínimo em agosto deveria ser de R$ 5.583,90

Cálculo é da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, divulgada nesta quarta (8) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil


Para garantir condições básicas, uma família de dois adultos e duas crianças deveria ter um salário equivalente a mais de R$ 5,5 mil, mostrou a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, divulgada nesta quarta (8) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

A pesquisa, que é realizada mensalmente pelo departamento, apontou que o custo médio da cesta básica aumentou em 13 capitais e diminuiu em quatro.

VEJA TAMBÉM: IBGE: indústria recua 1,3% em julho; abaixo do período pré-pandemia

As maiores altas foram registradas em Campo Grande (3,84%), Belo Horizonte (2,45%) e Brasília (2,10%), enquanto Aracaju, Curitiba e Fortaleza apresentaram diminuição no preço dos alimentos.

Com base na cesta mais cara, o Dieese calculou que o salário mínimo para uma família de quatro pessoas deveria ser de R$ 5.583,90, valor que corresponde a 5,08 vezes o piso nacional vigente, de R$ 1.100,00. Para conseguir pagar a cesta, um trabalhador precisaria trabalhar por 113 horas e 49 minutos.

METRO1

Comentários