MEGA: Supervisora do Juventude Esportiva pede apoio da comunidade para cobrir custos e manter jogadoras

Laurita Prado destacou o apoio do Governo Municipal, mas pontuou algumas dificuldades do clube

A supervisora do time feminino, Juventude Esportiva de Vitória da Conquista, Laurita Prado, pediu em entrevista ao programa Redação Mega desta quarta-feira (5), o apoio da comunidade em doações e outras funcionalidades que podem beneficiar o clube durante o Campeonato Brasileiro Feminino da Série A2 que inicia neste mês.

"Não é na minha área, mas eu tive que tomar a frente porque não poderia parar, porque quando nós soubemos da nossa participação, foi muito em cima do campeonato já. Então, assim, a programação da gente foi feita tudo corrido, porque do campeonato baiano, que a gente já tá acostumado a participar, a gente começa três meses antes a treinar, mas a gente tá sabendo que tudo hoje tá diferente devido a essa pandemia, né? Então, tudo hoje tá tendo esses cuidados e a gente teve que arregaçar a manga e enfrentar. Então, a gente tá com algumas meninas já, alojadas, né? Tem algumas pra chegar, a competição começa dia dezesseis já. Então, nós tamos aí correndo contra o tempo e assim, precisamos, realmente, de apoio, de apoio, de apoio".

A supervisora que precisou tomar a frente da equipe após um problema de saúde do presidente do clube, Claudir Prado, destacou o apoio do Governo Municipal, mas pontuou algumas dificuldades do clube.    

"O Claudir teve uma reunião antes de passar por esse problema de saúde com o Secretário de Esporte, Adriano Gama, e o coordenador de esporte Luciano Pina. Foi uma reunião muito proveitosa e eles concordaram, conversaram juntamente com a Prefeita e foi acertado o quê? Que eles dariam suporte, porque a gente precisa de ambulância no estádio, a gente precisa de policiamento (...) e precisa de médico. (...) pra gente conseguir um médico pra fazer assim em troca de patrocínio é meio complicado. (...)A prefeitura ficou de nos ajudar dessa forma e também numa verba repassada em troca da propaganda na camisa e na placa do estádio".

CONFIRA A ENTREVISTA

Comentários