Netflix anuncia diversos realities com produção no Brasil

O anúncio da plataforma tem programas de relacionamento, makeover, vida de famosos e empreendedorismo

Foto: Thibault Penin/Unsplash


A Netflix confirmou a produção de “Casamento às Cegas”, a atração que fez Camila Queiroz trocar a Globo pelo streaming, num anúncio sobre o lançamento de vários reality shows com produção nacional.

O anúncio da plataforma tem programas de relacionamento, makeover, vida de famosos e empreendedorismo.

“Casamento às Cegas” é uma versão do reality americano “Love Is Blind”, que junta casais antes dos dois se verem. Assim como na versão original, o programa tem apresentação de um casal da vida real, os atores Camila Queiroz e Klebber Toledo. As gravações já começaram.

Outro programa de relacionamento, ou melhor, que proíbe qualquer relacionamento, “Brincando com Fogo” vai confinar 14 solteiros num paraíso tropical e proibir qualquer tipo de contato físico entre eles por 40 dias. A versão brasileira do reality já foi gravada pela Fremantle e também chega ao catálogo da Netflix em 2021.

A lista ainda inclui uma série documental sobre família famosa que ganhou um título que sugere versão tupiniquim de “Keeping Up with the Kardashians”. Vai se chamar “Keeping Up with the Camargos” e acompanhar a família de Wanessa e Zezé de Camargo, enquanto abrem os bastidores da sua relação familiar ao Brasil.

Por falar em versão, a Netflix também vai lançar “Queer Eye Brasil”. O cover brasileiro do “Queer Eye” trará Fred Nicácio, Guto Requena, Rica Benozzati, Luca Scarpelli e Yohan Nicolas transformando a vida de homens em apuros.

Para completar, também está prevista uma competição de empreendedorismo. Ainda sem título, o programa vai reunir quatro empresários, que apresentarão seus produtos a um júri técnico e a outros 100 consumidores. Eles terão que provar por que suas ideias merecem investimento.

“O lançamento de conteúdo inédito no Brasil impulsiona a parceria com a comunidade criativa local. Enquanto isso, nossos originais globais continuarão tendo tempero 100% brasileiro”, disse Elisa Chalfon, Gerente de Conteúdo de Não-Ficção no Brasil, sobre a iniciativa.

Pipoca Moderna

Comentários