REDAÇÃO MEGA: No Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio, psicólogo destaca impactos do isolamento social; [OUÇA]

O psicólogo e professor da UniFTC, Antônio Mauricio comentou sobre o aumento da taxa de suicídio no Brasil

Em entrevista exclusiva ao Redação Mega, apresentado por Paulo Martins, Joabson Silva e Daniel Morais, o psicólogo e professor da UniFTC, Antônio Mauricio comentou sobre o aumento da taxa de suicídio no Brasil, o país já ocupa a 8ª posição no ranking mundial no número de episódios em que as pessoas atentam contra a própria vida e registra um número médio de 32 novos casos por dia.

Nesta quinta-feira (10), é comemorado o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, dia este direcionado a conscientização. Desde 2003, diversas ações mundiais acontecem nesta a fim de debater o tema e evitar suicídios.

“A data é importante para que a sociedade pense um pouco mais sobre esse assunto pra que isso deixe de ser tabu para que as pessoas não tratem o assunto como motivo de medo e vergonha, porque é uma das causas mais importantes de morte entre jovens”, disse Antônio.

De acordo com o psicólogo, a depressão é uma doença que pode estar relacionada com o suicídio. Ele destaca a necessidade de colocar para fora esse sofrimento para melhor compreender o problema.

“Quando uma pessoa está numa situação em que ela já tem planos de suicídio, provavelmente ela já em situação em que está vivendo perdas pessoais e dificuldades, onde ela não ver mais solução para os problemas. Então, a função do terapeuta é ajudar a pessoa a olhar esses problemas de outros modos”, disse o psicólogo.

Isolamento social

Outro aspecto abordado por Antônio é a consequência do isolamento social para os brasileiros. De acordo com um levantamento feito pela Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) com 1.460 pessoas em 23 estados mostra que casos de depressão aumentaram 90% no intervalo de pouco menos de um mês, em meio as medidas de isolamento social para combater o novo coronavírus.

CONFIRA A ENTREVISTA

Comentários