REDAÇÃO MEGA: Advogado destaca que modernização da Justiça continuará mesmo com o fim da pandemia; [OUÇA]

Na visão do advogado, essa nova maneira de exercer a profissão deve durar pós-pandemia

A pandemia do coronavírus trouxe novas formas de trabalho, uma área que também precisou se adequar foi a da advocacia e para falar sobre essa adequação, o programa Redação Mega, apresentado por Paulo Martins, Joabson Silva e Daniel Morais, recebeu nesta quarta-feira (26), o advogado Gustavo de Magalhães. 

Durante a entrevista o advogado destacou que a pandemia fez com que os tribunais brasileiros se atualizassem para manter o atendimento aos jurisdicionados e os julgamentos de processos. Gustavo pontuou que a necessidade de modernização, por muito tempo ignorada, foi acelerada pelo coronavírus e pelas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e demais autoridades sanitárias.

"É um momento de uma mudança de uma era, porque já se falava, já se previa a questão da informatização total da Justiça, mas não se esperava que fosse tão rápido.(...) A gente tá vivendo essa mudança do presencial para o telepresencial, pelo menos por enquanto tá todo suspenso o atendimento do fórum e outros atendimentos presenciais, mas tem esse atendimento telepresencial que é através de e-mail, WhatsApp que é fornecido por algumas das Varas, em alguma situações e tem sido realizadas a contento", disse ele.

Na visão do advogado, essa nova maneira de exercer a profissão deve durar já que de acordo com ele "a verba do Tribunal diminuiu bastante porque economizou muito, para o Tribunal de Justiça e o TRT está muito interessante (...) então eles estão apostando nessa possibilidade".

A Covid-19 forçou os escritórios de advocacia a experimentar o trabalho remoto e a rápida transição foi mais tranquila do que se esperava. Uma pesquisa da Loeb Leadership indicou que 98% dos dirigentes de bancas entrevistados aprovaram o "escritório em casa", com 77% dizendo que o experimento foi "altamente bem-sucedido".

OUÇA A ENTREVISTA

Comentários