Assassino do ator Rafael Miguel entra na lista de criminosos mais procurados pela polícia

Paulo Cupertino não aceitava o namoro de sua filha com o ator

Após mais de um ano foragido das autoridades, Paulo Cupertino Matias, de 49 anos, o assassino o ator Rafael Miguel e de seus pais, entrou na lista dos 24 criminosos mais buscados pela polícia do estado de São Paulo.

De acordo com a acusação feita pelo Ministério Público (MP), Paulo não aceitava o namoro da filha, a estudante Isabela Tibcherani, com o ator. Ela estava com 18 anos à época do crime; ele tinha 22.

O assassino é procurado desde 9 de junho de 2019, quando fugiu depois de atirar 13 vezes em Rafael e no casal João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50, na Zona Sul da capital. Em junho de 2020, a Justiça o converteu o mandado de prisão temporária dele em preventiva.

Além de Paulo, outros dois amigos dele se tornaram réus no caso dos assassinatos do ator e da família. O empresário é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas).

Eduardo José Machado, dono de uma pizzaria, e Wanderlei Antunes, motorista de aplicativo, os amigos de Paulo, irão responder em liberdade pelo crime de favorecimento pessoal. Eles são acusados de auxiliar o assassino a fugir logo após ter cometido o crime.

RELATO DA IRMÃ

A irmã do ator Rafael Miguel abriu o coração nas redes sociais recentemente. Camilla Miguel comentou sobre estar completando um ano da morte do irmão e de seus pais, assassinados pelo pai da namorada do jovem.

Em vídeo publicado em seu perfil Instagram, ela desabafou e acabou caindo no choro ao relembrar da família. Camilla confessou ter criado um 'bloqueio' para conversas depois das perdas traumáticas e decidiu fazer o vídeo para poder falar, em uma espécie de carta aberta.

"Oi, mãe. Oi, pai. Oi, Rafa. Hoje faz um ano que a gente não está mais junto presencialmente. Pensei muito em escrever um texto, mas não é um dia para isso. Realmente não consigo estruturar e colocar para fora", iniciou.

"Eu só queria conversar com vocês. Sinto falta e o que mais queria era isso. De alguma forma, tive um bloqueio esse ano para parar e conversar. Nos falamos um pouco em sonhos, mas muito pouco, talvez por um bloqueio meu, mas acho que a gente vence em etapas", completou. "Para quebrar esse bloqueio, resolvi fazer isso em vídeo porque, às vezes, sei que faço isso melhor", acrescentou.

"É engraçado que, quando eu acho que mais vou me sentir mal, é quando eu sinto a presença de vocês, a vida de vocês. A raiva, o ódio e a tristeza não tomam conta, mas obviamente não significa que a gente tenha superado", confessou. "Eu só sinto vocês de uma forma muito bonita e gostosa, como se estivessem aqui. Queria falar com cada um de vocês e lembrar", continuou.

Exitoína

Comentários