Luciano Huck vende sua participação no Madero, diz jornal

Sócio majoritário Junior Durski, que já se declarou “100% Bolsonaro”, provocou polêmica no começo da pandemia ao dizer que o Brasil não deveria parar por “cinco ou sete mil mortes”

O apresentador Luciano Huck vendeu a participação que tinha na rede de restaurantes Madero. A informação foi confirmada pela assessoria do apresentador no domingo (5).

“Luciano Huck, por meio da Joa Investimentos S/A, controlada por ele, comunica que deixa, a partir desta data, de ser acionista do Madero, tendo alienado a totalidade de sua participação societária para o fundador Junior Durski”, diz a nota da assessoria do apresentador.

Durante a pandemia, Junior Durski se envolveu em uma polêmica ao defender que o Brasil não podia parar de trabalhar por conta da crise do novo coronavírus.

Em vídeos publicados nas redes sociais, o empresário afirmou que inevitavelmente devem morrer milhares de pessoas com a nova doença. “Agora vão morrer 5.000 pessoas por coronavírus que nós não podemos evitar. Não tem como fechar tudo, se esconder do inimigo e não trabalhar”, disse.

IstoÉ

Comentários